Presidente da Câmara de Vereadores de Campo Mourão tem o mandato cassado

(da Gazeta do Povo)

Pedrinho Nespolo foi denunciado por improbidade administrativa e falta de decorro parlamentar ao supostamente usar a estrutura do Legislativo para entrar na Justiça como ações de caráter pessoal

A Câmara Municipal de Campo Mourão, no Centro-Oeste do Paraná, aprovou na noite desta terça-feira (21) por nove votos a três, a cassação do mandato do vereador Pedrinho Nespolo (Solidariedade). Nespolo foi denunciado por improbidade administrativa e falta de decorro parlamentar ao supostamente usar a estrutura do Legislativo para entrar na Justiça como ações de caráter pessoal. A denúncia havia sido protocolada pelo servidor municipal Osmar Lima Barbosa Filho. A Comissão de Legislação e Redação da Câmara Municipal apurou o caso e deu parecer pela perda imediata do mandato, o que foi acatado pelo plenário.

Com o espaço da Câmara lotado, a sessão ordinária acabou ficando tumultuada e exigiu reforço policial e até a presença de uma ambulância para atender um familiar do vereador cassado que passou mal.

A votação da cassação durou mais de duas horas e foi interrompida várias vezes, por manifestação do público presente, vereadores que integram a Comissão de Legislação e Redação discursaram detalhando as irregularidades cometidas, após serem analisadas na apuração do caso. Nespolo e outros vereadores contrários à cassação alegaram “cerceamento no direito de defesa e de abuso de poder por parte da comissão”.

Votaram pela perda do mandato os vereadores; Vilma Terezinha (PT), Eraldo Teodoro de Oliveira (PMDB), Nelita Piacentini (PSDB), Toninho Machado (PR), Jorge Pereira (PR), Edson Battilani (PPS), Sidnei Jardim (PPS), Elvira Schen (PPS) e Edilson Martins (PSD). Contrários à cassação de Pedro Nespolo votaram Luiz Alfredo (PT do B), Olivino Custódio (PR) e Isidoro Moraes (PP).

Segundo a denúncia protocolada na Câmara pelo servidor, o vereador e presidente do legislativo Pedrinho Nespolo usou a estrutura e recursos da Câmara Municipal para impetrar processos na Justiça de seu interesse particular. Essas ações teriam sido propostas contra o site de busca Google Brasil Internet e meios de comunicação de Campo Mourão e região, a denúncia foi protocolada também no Ministério Público que ajuizou Ação Civil Pública contra o vereador.

(Gazeta do Povo 22.10.2014)

Arquivado em Diversas

Deixe um Comentário!

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Digite os caracteres da imagem no campo acima

© 2018 - Blog do Cesar de Mello.