Pequenas empresas se juntam para fazer grandes compras

 Comprar em grandes quantidades e receber descontos por isso costuma ser um privilégio de grandes companhias. Mas serviços lançados recentemente tentam estender essa vantagem também às pequenas empresas.

Um desses serviços é o Scabu, que começou a funcionar em agosto. Inspirado no modelo de compras de governos, que adquirem com base nos menores preços oferecidos, a empresa promove leilões reversos (que começam no preço máximo e vão regredindo).

A ideia é buscar vários negócios de um mesmo setor, que tenham necessidades semelhantes, e propor que eles se juntem para fazer um só pedido a diversos fornecedores.

O leilão acontece pela internet. É dado um preço máximo e os fornecedores vão oferecendo lances cada vez mais baixos, até que um deles leve o lote de vendas.

Matheus Silva é desenvolvedor de negócios da Scabu, que promove leilões reversos para pequenas empresas

A Scabu já realizou nove leilões. Um deles foi para a compra de aparelhos de TV para hotéis, conta Matheus Silva, 30, o desenvolvedor de negócios da empresa. Ele diz que, em geral, o preço da compra por leilão é 25% menor do que o de mercado. A Scabu fica com uma porcentagem dessa diferença.

Outra iniciativa é a da Ponte de Negócios, do Rio de Janeiro, que funciona como um site de compras coletivas exclusivo para pequenos varejistas -o site verifica o porte da companhia por meio do CNPJ.

“Para esse público, R$ 0,10 no preço fazem uma diferença enorme”, afirma o sócio Júlio Monteiro, 31. São negociados principalmente produtos alimentícios, e, para cada um, há quantias mínima e máxima de itens negociados.

Fonte:

http://classificados.folha.uol.com.br/negocios/1261824-pequenas-empresas-se-juntam-para-fazer-grandes-compras.shtml

Arquivado em Diversas

Deixe um Comentário!

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Digite os caracteres da imagem no campo acima

© 2018 - Blog do Cesar de Mello.