Deputados absolvem Jaqueline Roriz

 

Da Agência Estado

A Câmara dos Deputados absolveu na noite de hoje a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) no processo de cassação do seu mandato. Foram 265 votos favoráveis a ela, 166 pela cassação e 20 abstenções. Eram necessários 257 votos para tirar o mandato de Jaqueline. Para os parlamentares, o vídeo de 2006 no qual ela aparece recebendo um pacote de dinheiro do delator do mensalão do DEM, Durval Barbosa, não representou quebra de decoro parlamentar. O principal argumento usado é que, naquela época, ela ainda não era deputada.

A gravação em que Jaqueline aparece recebendo um pacote de dinheiro foi divulgada em março em primeira mão pelo portal Estadão.com.br. Com base nisso, o PSOL pediu ao Conselho de Ética a abertura de investigação contra a deputada. Aquele colegiado decidiu por 11 votos a 3 recomendar a cassação da parlamentar. No plenário, porém, o voto secreto e o quórum baixo ajudaram a salvar o mandato da deputada.

Durante o dia, dezenas de manifestantes protestaram pela cassação da deputada. Faixas foram espalhadas por Brasília para tentar sensibilizar os deputados. Jaqueline chegou à Câmara pouco antes das 17 horas e utilizou uma entrada em um túnel no anexo I da Câmara para evitar dar declarações aos jornalistas.

(Fonte: Blog da Joice)

Arquivado em Diversas

  1. 3 Comentários neste post.


  2. Por Ligia Maria Rodrigues Mendes em 31-08-2011

    Acorda Povo Brasileiro!!!!!!Se não temos a coragem do Povo da Líbia que lutou até as últimas consequências, pelo menos anotemos o nome desses safados corporativos para nunca mais elegermos essa corja, principalmente essa senhora que jogou na lama a imagem das mulheres.

  3. Por JURANDIR DE LIMA, CURITIBA em 31-08-2011

    Na verdade corvo não come corvo. Se você matou alguém ou roubou um banco não importa. Você não poderá ser condenado, se for deputado ou senador, e se tiver roubado ou matado antes de se eleger.

    Pelo menos essa decissão tomada em Brasília, quando a deputada Jaqueline Roriz, filmada recebendo dinheiro de caixa dois, foi absolvida pela câmara dos deputados, pois ela não poderia ser condenada por um crime que cometeu antes de se eleger deputada. Não foi cassada e exigiu o sorriso cínico da foto acima, do Estadão.

    Esta é a lógica sem-vergonha da impunidade dos políticos brasileiros.

    Vergonha nacional.

  4. Por LUCILENA DE OLIVEIRA, CURITIBA em 31-08-2011

    Nada mais que um dos maiores exemplos de corporativismo já apresentados em rede nacional.
    - Como que pode acusada de quebra de decoro parlamentar após ser filmada recebendo dinheiro do mensalão do DEM durante reunião fechada. ser absolvida, Por 166 votos favoráveis à cassação, 265 contra e 20 abstenções.
    - A votação foi secreta.O acontecimento foi uma vergonha que, direta ou indiretamente, vai acabar favorecendo a impunidade de outros. parlamentares.
    - O que o Brasil viu foi um conchavo. Um exemplo de corporativismo’

Deixe um Comentário!

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Digite os caracteres da imagem no campo acima

© 2017 - Blog do Cesar de Mello.